• 25 / Fevereiro / 2019

Funil do Marketing Pessoal: A base de qualquer estratégia

funil-do-marketing-pessoal-capa-artigo-jean-bau

O termo "Funil" é um dos conceitos mais importantes atualmente no Marketing Digital. E ele ocupa posição de destque em qualquer plano estratégico.


E no Marketing pessoal não poderia ser diferente.


Não deixe de assistir o vídeo abaixo para entender todo o conceito em profundidade:



Antes de mais nada, vamos entender o conceito, através do mais debatido deles: Funil de Vendas.


O que é um Funil de Vendas?


O Funil representa o processo de vendas. Mostra a jornada pela qual uma pessoa passa até comprar um produto ou serviço.


Quando você é o vendedor, um Funil de Vendas clássico é composto por três etapas: Leads, Prospects e Clientes.


funil-de-vendas


Ou seja: você precisa gerar uma série de Leads (pessoas que mostraram algum interesse superficial pelo seu produto). Alguns desses Leads avançarão para o status de Prospects (pessoas que demonstraram interesse real, mais aprofundado sobre seus produtos ou serviços). E uma parcela dessas pessoas se tornará Cliente.


Por exemplo: Leads (pessoas que acessaram o seu site) se tornam Prospects (pessoas que colocaram o seu produto no carrinho) que se tornam Clientes (pessoas que compraram).


A Lógica de Funil


A lógica por trás de um funil é simples: você precisa ter mais pessoas na etapa anterior, para você conseguir alcançar os resultados desejados na próxima fase. Isso porquê você sempre terá perdas. É impossível converter 100% das pessoas que acessaram seu site (ou visitaram sua loja) em vendas. Simplesmente não acontece.


Por exemplo, se você quiser 10 clientes, vai precisar de mais do que 10 pessoas colocando o seu produto no carrinho de compras. E se você quiser, por exemplo, que 10 pessoas coloquem seu produto em um carrinho de compras, vai precisar de mais pessoas do que isso acessando seu site.


logica-de-funil


 


A Lógica de Funil é inegável. E com base nela e no meu Método Triplo A, desenvolvi o Funil do Marketing Pessoal.


O Funil do Marketing Pessoal


Você pode aplicar a Lógica de Funil em tudo que estiver relacionado a vendas ou a Marketing Digital. Até em uma loja física, por exemplo: pessoas que entraram na loja (Leads), pessoas que pediram orçamento de algum item (Prospects), e Clientes que realmente compraram.


E no Marketing Pessoal essa lógica também se aplica. Só que a grande diferença aqui é que uma pessoa não é comparável a um produto. Uma pessoa pensa, fala, tem valores. Por isso o Funil do Marketing Pessoal tem particularidades.


Método Triplo A


Criei uma metodologia de Marketing Pessoal que se chama Método Triplo A. Essa metodologia considera o Marketing Pessoal um funil de três etapas: Autoridade, Audiência e Ativação.


funil-do-marketing-pessoal


Etapa 1: Autoridade


A primeira etapa refere-se a Autoridade. Ou seja, a como você se posiciona para ser percebido como uma referência no seu mercado de atuação.


A sua Autoridade precisa chegar a um grande número de pessoas. Elas precisam ouvir falar de você, do seu produto, do seu serviço, do que você faz.


Para você entender se você está no caminho certo para a construção da sua autoridade, você pode responder esse checklist:


1- Seu conteúdo nas redes sociais deixa claro qual é o seu trabalho?
Se alguém estiver vendo as suas páginas de redes sociais, essa pessoa consegue entender com o que você trabalha?

2- A capa dos seus perfis de rede social, lhe ajuda a ser percebido como profissional?
Se estão, você está no caminho certo. Se não, talvez você possa mudar a sua capa, possa fazer algumas alterações.


3- Seu conteúdo transmite credibilidade?
Além de entender o que você faz, eu consigo perceber que você demonstra credibilidade?


Uma vez que a sua autoridade já chegou nos ouvidos (ou nas telas) de um bom número de pessoas, elas precisam ser convertidas na sua audiência.


Etapa 2: Audiência


Sua audiência são as pessoas que vão te seguir nas redes sociais, e conferir seus posts e conteúdos.


Perceba que você tem que criar Autoridade primeiro (para que as pessoas lhe vejam como alguém que "vale a pena seguir") para daí emergir a sua Audiência (embora sim, estes dois conceitos trabalham em conjunto).


Uma dica sobre Audiência é que você precisa trabalhar em modo de complementaridade. Isto é, você precisa buscar alcance orgânico, ou seja, alcance grátis através das suas redes sociais; e também ter algum alcance pago, impulsionado. Um tipo de alcance complementa o outro na formação da sua Audiência.


Etapa 3: Ativação


Essa etapa acontece quando você transforma a sua Autoridade e Audiência em resultados reais, em dinheiro no bolso.


É muito bom as pessoas lhe reconhecerem como um ótimo profissional, é ótimo ter muitos seguidores nas redes: só que isso não paga as contas. Você vai precisar converter a sua Audiência em negócios, em clientes.


Existe uma série de técnicas para se fazer isso, mas o mais importante é que a sua audiência seja ativável.


Muitas pessoas criam perfis no Instagram, ou mesmo páginas no Facebook que bombam. Mas a questão é: quanto dessa audiência pode se transformar em negócios? Quanto dessa audiência você pode ativar?


Em alguns casos é claro: você vai vender mais exatamente porque você tem uma Audiência grande. Porém, na maioria dos casos tão importante quanto ter uma Audiência grande nas redes sociais é contar com a audiência certa. Por isso é importante que a sua audiência possa ser ativável.


Conclusão:


Desenvolva seu Marketing Pessoal a partir das etapas do Funil. Quanto mais Autoridade você construir, mais qualidade sua Audiência terá - e mais clientes você poderá Ativar no fundo do funil, do seu processo de vendas.

Tags:
Compartilhe esse conteúdo

Comentários