• 04 / Outubro / 2018

Uma trufa e... 1000 lojas depois

cacau show

Este é um dos melhores livros de negócios que li nos últimos tempos. Uma trufa e... 1000 lojas depois conta a história de Alexandre Tadeu da Costa e sua rede de lojas de chocolates finos: a Cacau Show.


Inicialmente, você pode pensar que este livro não passa de uma propaganda descarada, com o intuito de vender a imagem da companhia. E você está certo. Porém, a Cacau Show certamente merece que sua história seja contada - e o livro traz diversas dicas bacanas (implícitas, é verdade), sobre como você pode chegar ao sucesso também. Realmente um livro muito bacana.


A história dessa gigante em franchising começa com um rapaz de 17 anos vendendo ovos de páscoa de porta em porta. Sempre reinvestindo no produto, a empresa foi ganhando força até se tornar a potência comercial que é hoje. Uma das frases do livro deixa claro qual sempre foi o pensamento do líder da empresa:


Lembro de uma ocasião... em que eu estava conversando com outro fabricante de chocolate sobre a ideia de comprar uma máquina temperadeira. (...) Lembro como se fosse hoje o que ouvi de meu colega: - Você tá maluco! Pagar o preço de um carro numa máquina? Prefiro comprar o carro, então! (...) Logo ele estava andando de carro novo, enquanto eu continuei com meu carro velho e comprei a primeira máquina para automatizar a produção da Cacau Show.

Reinvestir sempre: essa é a primeira lição da Cacau Show


Essa máxima eu também vejo em vários de meus clientes. Nem sempre o empresário vê que a empresa que o alimenta também precisa ser alimentada. Muitos empresários andam de carro novo enquanto sua empresa passa por dificuldades. Também já vi empresas que gastaram R$ 8.000 em um lustre enquanto acham que ter um bom site "pode esperar". Para reinvestir é preciso pensar no longo prazo: deixar de ganhar um pouco agora para ganhar muito mais no futuro.


Além de muito ilustrado, o livro também trás comentários (meio filosóficos) do professor José Luiz Tejon, que valem a leitura. O livro equilibra bem entre história da empresa, inspiração, pensamento de seu fundador e dicas de negócios. Embora falte mais informações sobre o começo da empresa, o panorama histórico geral permite ao leitor construir toda a jornada da empresa. Outra dica bacana que merce destaque é:


Adapte-se: você vai descobrir novos modelos de negócio


A Cacau Show começou com um rapaz recrutando crianças para vender trufas de porta em porta. Mas a escala não era suficiente para sustentar o negócio. Então partiram para as vendas corporativas - atendendo lojas e padarias. Porém a ideia de proteger a marca e garantir margens melhores para o produto foi crescendo, e as vendas porta a porta, via consultores foi retomada. E então o modelo de lojas franqueadas parece ainda mais inteligente, pois garante um bom estoque de produtos com marketing adequado.


Ou seja, se você estiver procurando, se estiver realmente atento, seu negócio vai lhe mostrar inúmeras outras possibilidades. E talvez todas elas levem ao sucesso, algumas mais, outras um pouco menos. Vai caber a você escolher os caminhos - mas saiba que com certeza haverão diversos caminhos possíveis.


Porém às vezes o empreendedor quer abrir diversas frentes de negócios ao mesmo tempo, e acaba perdendo o foco. Por isso separo a última dica que quero destacar deste livro:


Se o foco for o produto, o caminho não importa tanto


Na Cacau Show todos são fanáticos pelo produto. O Alexandre conta que quase todas as suas viagens ao exterior, ou mesmo pelo Brasil, tem a ver com o chocolate. Ele frequentou diversos eventos, visitou feiras e empresas, entendeu o produto - e pode ter certeza de que ainda está estudando. E essa cultura é passada para todos que fazem parte da empresa.


Na fábrica, por exemplo, as amostras de cacau são experimentadas antes e depois de as cargas serem enviadas pelo fornecedor. Tudo para garantir o sabor perfeito. Quantas feiras você têm visitado ultimamente sobre o seu produto? O que aprendeu sobre ele nos últimos tempos? Caso você não esteja fazendo isso, talvez seu concorrente esteja.


Ao focar no produto, a Cacau Show teve sucesso em todos os modelos e canais de venda que usou. E assim soube quando sair de um modelo de negócios e entrar em outro, afinal o seu esteio estava claro - o chocolate. Provavelmente seria uma empresa gigante vendendo para supermercados também. Franquear foi apenas uma escolha natural depois da construção de uma marca que já ganhava reconhecimento nacional.


O crescimento vai lhe ensinar


Como um vendedor de porta a porta se transforma no Willy Wonka brasileiro? No livro, fica claro: o crescimento vai ensinando como agir a cada situação. Antes o Alexandre se envolvia em todos os processos. Com o crescimento era necessário delegar. E delegar mais. E assim as oportunidades vão mostrando quais as necessidades.


Ou seja: se hoje você dirige uma empresa pequena, pode ter certeza de que ela pode também se tornar uma gigante. Por que não? Acredito que a mensagem central seja justamente essa: trabalhe firme, e cada desafio será superado - um de cada vez. Pense alto, mas aja passo a passo. Pense no futuro e aja hoje, reinvestindo sempre, focado no produto e explorando novas formas de vender e fazer negócios.


Resumindo: indico este livro para qualquer empreendedor. Eu provavelmente vou ler mais algumas vezes também.

Tags:
Compartilhe esse conteúdo

Comentários